ESSA GUERRA ESTÚPIDA PERPETRADA E TRAVADA POR IDIOTAS MANIPULADOS

Tá certo! Todo mundo fala da "guerra", então eu vou falar também, oras!...

Tudo bem que toda guerra é estúpida. Isso até beira o óbvio para quem já tem o hábito de defender seu ponto de vista com argumentos e um pouco de inteligência, seja lá quem for esse "alguém".

Acontece que, ao contrário do que costumamos acreditar sobre "teorias de conspirações" e coisas assim, esse genocídio travado nos últimos dias de 2008 e primeiros de 2009 (que Natal, heim? E logo na terra onde dizem que Ele nasceu!) não tem nenhum objetivo escondido ou é manipulado por arquétipos invisíveis.

Essa guerra além de obviamente estúpida, é de razões óbvias, ululantemente óbvias!

Não acha não, é?

Então vejamos uns "dados históricos" incontestáveis:

A popularidade de um certo Bush andava mal das pernas quando a invasão do Iraque em busca de "armas de destruição em massa" foi perpetrada, a guerra não teve o exato desfecho esperado mas levantou a moral do "presidente" bem como sua popularidade. Um povo naturalmente beligerante vê na guerra, um bom momento tanto quanto a industria bélica;

A popularidade de um tal Ehud Olmert, diga-se o primeiro-ministro de Israel, não andava muito bem além do que, pior ainda, era o fato de algumas investigações sobre corrupção pesarem sobre seus ombros. A guerra começou e, no momento, ninguém fala sobre essas investigações, além do fato de que a dita baixa popularidade teve uma "melhoria significativa";

Os três pretensos candidatos à liderança de Israel defendem a guerra seja mais ávidamente, seja mais moderadamente, a guerra é motivo de voto ou motivo de apoio e que se danem as quase 200 crianças palestinas mortas e os outros mais de 700 mortos na faixa de Gaza já que, ao menos até o dia de hoje, 13/01, fala-se em 952 palestinos mortos.

Você reparou nas fotos das guerras? Aqueleas que mostram as bombas que parecem um regador? Pois é, última palavra em extermínio, disparam um míssel que, a certa altura de sua trajetória descendente, se fragmenta em diversas bombas menores... Que lindo não é mesmo? Parece até aquela cena do "Homem de Ferro", quanto o Tony Stark oferece uma nova arma para o exército americano!
Seria bom se as mães de quem criou algo assim e dos que compraram algo assim além dos que lançam algo assim junto com os que ordenam o lançamento de algo assim, estivessem lá embaixo vendo esse "resultado" cair, "meio assim", sobre suas cabeças!

Mas isso lembra um outro "detalhe" de toda essa morbidez: o mercado armamentista!
Israel tem que testar as novas armas de seu maior aliado, os USA (e os demais comerciantes), e tem que mostrar aos seus "vizinhos" que foi posto ali na década de 50 para ficar e danem-se os que detinham aquela terra antes disso, e não me venham com fatos históricos de 2500 anos atrás, se isso fosse motivo para exigir terras, não teríamos um só pais do jeito que é hoje - Mas isso merece um outro texto, merece mesmo!

Então temos o quê?

Temos uma guerra que serve para testes de armamentos;
Temos uma guerra com a intenção clara de perpetuar a discordância no seio do Oriente Médio;
Temos uma guerra que serve para o esquecimento de atitudes corruptas entre as lideranças israelenses;
Em fim, temos uma guerra que tripudia de TODAS as visões humanitárias da ONU e o faz com o apoio incondicional da América!

Tudo isso amplamente patrocinado por fortunas de filhos de Israel que acumulam poder nos USA.


Mas e as várias guerras absolutamente desumanas no continente africano? Quem financia? E por que?

Comentários

  1. Realmente Zé, tenho que infelizmente concordar com voce
    Esse seu tipo de comentário/matéria que voce fez não sai na grande midia nem a pau
    Ainda bem que temos voce aqui para nos fazer ter uma visão mais acurada dos fatos e abrir os olhos dos leitores
    E viva a liberdade sem censura
    Beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário